Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



quarta-feira, 15 de julho de 2009

Lua minguante










A lua terce no céu
Uma prece fria e vazia
E o olhar perdido do poeta
Contando as estrelas do céu
Não enxergando a lua...
E a lua “minguando” suplica a Deus compaixão
Espreme-se, faz-se tão miudinha, míngua,
Rogando a Deus
Por esse senhor das letras
Que há dias acompanha indiferentemente
As fases da lua,
E nenhuma consegue
Inspirar esse olhar
Ele está numa fase daquelas!
Perdido no espaço
Que não encontra a lua
Para instigar sua inspiração...
E ora,
A lua ora por ele!



Marluce Freire Nascasbez





Foto: Hugo Macedo
http://fotohugo.blogspot.com/
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário