Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



sábado, 20 de novembro de 2010

Cor

.
.

.
.
A cor branca de minha pele


Ontem foi cor negra

Na pele de minha avó!




E nenhuma

Das cores enodoou

A mulher que ela foi,

A mulher quem eu sou!



É graças ao amor

Que desafia preconceito

Que rompe qualquer barreira,

Que se perpetuam as raças!



O amor tudo pode,

E sem pretensão qualquer,

Muda a cor

De quer que seja!



E em cada “unir” que ele faz,

Rompe qualquer força adversa

Que se imponha ao amor!



E ele pinta o preto de branco,

O branco de preto!



E quem se atreve a mudar a cor

Que pinta o amor?




(Tudo o que uma pessoa é (particularmente), atribuo a seu caratér.)

Já postado no OVERMUNDO




Marluce Freire Nascasbez
.
.

19 comentários:

  1. Marluce Querida!

    A cor do amor está em suas palavras...! Em seus versos! E vc colore a minha vida com sua poesia e amizade!

    Lindo fim de semana... dias de muita paz!
    Beijo com carinho
    Sil
    Sempre aqui

    ResponderExcluir
  2. Bem lembrado este post no dia da consciência negra.
    em lindos versos tudo foi dito.
    O amor tudo pode...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Marluce!

    Bela homenagem! Só o amor supera qualquer barreira! Lindo! Parabéns pelo blog

    Ótimo fim de semana!

    Abraço,

    Thiago

    ResponderExcluir
  4. Que as cores se misturem numa só,,,no ser humano,,,,beijos de otima semana pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Marluce,

    parabéns pelos versos... que lindos!
    E parabéns pela imagem que tens no cabeçalho do teu blog... adorei!

    Um beijo e bom domingo...

    Por cá chove torrencialmente...:=)

    ResponderExcluir
  6. Marluce,
    As suas palavras são sempre inspiradas...
    (Eu acredito que no futuro não haverá raças, ou melhor, apenas haverá uma: a que resultará da mistura de todas as existentes...)

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  7. menina com toda certeza é um dos poemas mais lindos que vi sobre o tema

    que maravilha
    que imagens

    abraços

    http://tallesazigon.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. lindas palavras!
    lindos poemas por aqui..

    ResponderExcluir
  9. Marluce, querida amiga das sempre belas e coloridas palavras.
    Eu sou neguinha, mas já fiquei azul de fome, rôxa de medo e até vermelha de vergonha algumas vezes.
    O que quero te dizer é que quanto mais cores acrescento a meu viver mais compreendo o mundo e a cada verso lindo, como os seus, mais feliz pinta-se a minha imaginação.

    Um bj

    ResponderExcluir
  10. Marluce!
    Vim retribuir a visita ao Viaje na Janela, adorei o passeio por aqui... voltarei outras vezes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Nooossaaaaaa, Marluce que lindo esse poema!

    Vc fez um protesto contra o preconceito da maneira mais lírica possível... Amei!

    Um beijo enorme e boa semana.

    ResponderExcluir
  12. "O amor é o fogo que arde sem se ver...", td lindo aqui, já a sigo, moça, abraços

    ResponderExcluir
  13. .

    Minha amiga de todas as cores, de todas as raças... só você mesmo a nos presentear com tão lindas palavras.

    Marluce: a que trás um arco-íris na alma.

    "E quem se atreve a mudar a cor
    Que pinta o amor?"

    Ninguém consegue, mesmo que o tente.


    Te beijo com carinho.

    .
    .

    ResponderExcluir
  14. Lindo,também gosto muito de escrever e agora arranjei outro motivo...Asfixiar a morte!
    Obrigada!
    Já te sigo...Com prazer!
    Beijinhos com carinho*

    ResponderExcluir
  15. O amor não é preconceituoso, nunca! Se for, não é amor.
    Um abraço ;)

    ResponderExcluir
  16. Marluce,

    Muita sabedoria no seu poema.
    Espero retornar mais vezes...

    Abraços,
    Pedro.

    ResponderExcluir
  17. Faço dessas palavras tão lindas, as minhas!!!

    Um beijoooooo Marluce.

    Corrida minha amiga, mas não esqueço você!!!

    ResponderExcluir
  18. E viva a união das raças.E viva o AMOR!!!!

    ResponderExcluir
  19. O amor e todos os outros sentimentos não tem cor...

    ResponderExcluir