Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

A Rua Por Onde Passo

.
Linney Jeanne Palma em Veredas, por Marluce





A rua por onde passo



todos os dias



já me conhece.



Sabe dos meus cacoetes



(às vezes cantarolo baixinho



em leve desatino)



sabe a cor



dos meus sapatos



(e onde eles me apertam)



tem a medida



dos meus passos



do peso



das minhas sacolas



e entende as razões



pelas quais



desfilo minha tristeza.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário