Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Libeliando

.
.
.













.

Que a sua vida seja leve,
Seu corpo possua asas transparentes
Sempre prontas para alçar voo... pouso...
E na sua alma olhos de libélula
E  na hora mais precisa saiba planar
"Libeliando"
Assim serás imenso!
.



Foto e poema: Marluce Freire Nascasbez
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário