Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



sexta-feira, 17 de setembro de 2010

filhos
.
Há 17 anos atrás!

(Aos meus "meninos"!)
.



Toda distância

que nos separa,

É uma lonjura, desmedida...







Marluce Freire Nascasbez

17 comentários:

  1. Distância, pra mim, até de um quarteirão, é desmedida...
    Um bom fim de semana! Bjs*

    ResponderExcluir
  2. Amei a cara nova do Blog... é bom as vezes.. rs...

    E eu, fico imaginando o dia em que os meus estarão a essa lonjura toda... rs

    ResponderExcluir
  3. Oi Marluce...

    O assunto hoje em toda rede é esse: distância!
    Sinto uma saudade imperando por todo lado!

    E comigo é claro! Não está sendo diferente!

    Lindo demais seus filhos!

    Linda noite(quase madrugada) para ti!
    Beijos da Sil.
    Sempre aqui.

    ResponderExcluir
  4. Amei aquela cartinha cor de rosa lá no final do blog!

    Voltarei para ler aquela coluna maravilhosa com as celebridades da poesia e das pessoas de bem!

    E deixarei meu comentário!

    Beijo da Sil

    ResponderExcluir
  5. Olá Marluce!

    Encontrei vc nos comentários da Frô e vim conhecer seu blog,
    Gostei muito de uma leveza suave!

    Não estou conseguindo linkar seu blog, mas voltarei em outro momento que o Blogger assim o permitir...

    Prazer em conhecer!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Marluce,

    Que lindo isso né? Aos meus "meninos", porque pra gente que é mãe, eles serão sempre assim.

    Eu sou uma mãe que pensa como você.


    Beijo, minha amiga tão querida!

    ResponderExcluir
  7. Al ver la foto de nuestros hijos cuando eran niños algo se siente muy dentro, alegría por ver que se han hecho mayores y nostalgia al recordar tantos momentos de travesuras con esa inocencia tan espontanea y bella.

    Un beso

    ResponderExcluir
  8. Olá Marluce,

    que lindos os teus meninos.

    Um beijo e que tenhas um excelente final de semana.

    ResponderExcluir
  9. Oi Marluce...

    Vim dizer-lhe que me sinto feliz demais com seu carinho... e agradecer pela visita tão calorosa e pelas belas palavras que deixou lá!

    Grande beijo da Sil.
    Com carinho
    Acabei de postar algo!
    Volte lá assim que puder!

    ResponderExcluir
  10. A distancia nunca faz bem a ninguem, só tras saudades. Bom domingo Amelia

    ResponderExcluir
  11. Boa noite Marluce,
    como a entendo, embora os meus meninos estejam comigo, sei muito bem do que fala!

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderExcluir
  12. Oi , Marluce !

    Que post lindo , a distância não deveria
    existir para quem se ama.
    Ainda mais quando se trata de nossos eternos meninos.

    BjO Imenso e um Dia de Paz...

    ResponderExcluir
  13. Oi, Marluce,

    conheço esta distância,
    primeiro como filha,
    depois como mãe,
    e agora,
    são tantas distâncias colecionadas... fazer o quê?

    abraço

    BETHA

    ResponderExcluir
  14. Oi Marluce!

    Vim agradecer pela visita! E pelas suas observações!

    Obrigado pelo carinho... Querida Amiga!

    Beijos da Sil
    Sempre aqui.

    ResponderExcluir
  15. Conheço bem essa lonjura desmedida... meus passarinhos já bateram asas e voaram. Mas são muito felizes.
    Que bom!

    Bjo enorme, linda e fique com Deus

    ResponderExcluir
  16. Marluce querida,olá!

    "Os filhos crescem, traçam seus próprios caminhos e nos restam os encontros nas datas comemorativas, mas sempre voltam para nos alegrar a vida e nos iluminar a alma quando dizem "Mãe, eu te amo!".

    Bjs querida amiga

    ResponderExcluir
  17. Un beso y gracias por tu visita.
    Precioso espacio tienes, aquí me quedo.

    Cecilia

    ResponderExcluir