Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



sábado, 11 de setembro de 2010






Passagem


Imagem do google
.
.



Sento-me à plataforma da estação

A ver o trem passar!


Passa o trem

E o aceno da menina...


Passa o trem

E o olhar cálido da mocinha...


Passa o trem

E um sorriso leve no rosto da mulher,

Transformando-a em velhinha...


Passa o trem

E eu também!?...


E a plataforma

Não é ponto de chegada,

Não é ponto de partida,

É caminho de passagem!

Eis a viva,

Passagem!



Marluce Freire Nascasbez




Publicada no OVERMUNDO



12 comentários:

  1. Oi , Marluce !

    Lindo e verdadeiro ...
    Bjo e um Domingo de Sorrisos.

    ResponderExcluir
  2. Eu fico sem ar, quando te leio Marluce.

    Deus, que coisas lindas saem da sua alma.

    E a plataforma desta estação, é vida...é a vida!!

    Um abraço imenso!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marluce,

    Os trens e as estações da nossa vida. Nosso livro, nossas lembranças.
    Que os versos nos indiquem boas direções!

    abç

    Betha

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Marluce pelo carinho da palavra.
    Seus versos têm a simplicidade, a singeleza da arte pura, que extasia a nossa alma. Parabéns!
    Vida longa e contente!
    Rita

    ResponderExcluir
  5. .

    Impossível ficar sem passar aqui.

    Belo!

    Complementando com o Oswaldo Montenegro:

    "Será que é o trem que passou, ou passou quem fica na estaçao?"

    E a resposta? Não sei!

    Volto e volto sempre, Marluce. Dona das encantadas palavras.

    Te abraço forte!

    .
    .

    ResponderExcluir
  6. Que esse trem passe na minha estação...
    Vc, sempre intensa! Uma boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Así somos vemos pasar las estaciones, vemos pasar la vida estamos de paso y aun así no queremos apearnos… ¿cuánto faltara para llegar a la última estación?

    Un beso

    ResponderExcluir
  8. Como vc, fico à espera de suas poesias para vê-las desfilar ante meus olhos com todos os seus personagens, sentimentos e emoções, minha querida Marluce.

    Bjs querida amiga

    ResponderExcluir
  9. E ver o tempo passar,muitas vezes da janela, a gente nem percebe que a vida também está passando.
    Bjux

    ResponderExcluir
  10. Eis a vida!!!

    Passagem... passo aqui... e não quero ir embora!

    Obrigado por passar lá e pelo carinho do comentário.

    Passo e fico para seguir-te..feliz!

    Beijos da Sil.
    Sempre aqui.

    ResponderExcluir
  11. Oi querida, passei pra agradecer e te deixar um beijo!
    Gena

    ResponderExcluir
  12. Marluce, que lindo que são os seus poemas, menina!

    Acho que eu já disse isso, mas se esgotou meu vocabulário e não encontro adjetivos para descrever o quanto eu amo lê-los... Esse, então, vai ficar aqui comigo me embalando enquanto a noite passa...

    Bjo enorme linda!

    ResponderExcluir