Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



sexta-feira, 16 de julho de 2010

O dia nublado!




                                                                  Imagem da web
.
.




O dia nublado quer nublar meu coração,

Afligir minha alma,

Espremer meu íntimo,

Pressionar tudo por dentro...


Por que o dia assim,

Mexe com o que guardamos

Lá por dentro?


Coisas que nem sabemos

E nem percebemos que guardamos,

Vem à tona quando o dia

Torna-se nublado!


O dia nublado,

Talvez seja

O dia assim,

Tão igual ao que não conseguimos

Jogar fora,

Meio turvo!


O que se guarda muito tempo

Sabe de seu valor!

Procura um dia bem assim,

Que oculta

O que se tem reservado,

Para nos revirar pelo avesso

Remexer no antigo,

No triste,

E nos deixar tão frágil!


O dia nublado se torna tão ideal

Para jogar tudo para fora,

Agonizar tudo por dentro,

Ofuscar o que se quer ferir,

E nos deixar indefeso!


Talvez tudo que está guardado

E dele não nos desfazemos

Ganha força nos dias

Tão assim...

Que se faz oportuno

Para mostrar suas garras

E nos ferir bem na retina!





Marluce Freire Nascasbez
.
.

11 comentários:

  1. Um dia nublado fica melancólico e ficamos juntos com ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Belo poema, Marluce querida!
    Sim , assim também penso, nos dias nublados , na ameaça da chuva , elemento água-sentimento, tudo e todos que estão com o coração "encharcados" de emoções represadas, sentem a angústia do sentir. Pois que nos faz recolher, nos obriga a olhar para dentro. E sempre há o medo...de sofrer. De encarar a escuridão, a parte nublada da mente.
    Linda reflexão... amei!
    Beijos, muitos.
    E obrigada pelo carinho e as visitas ao Memórias!

    ResponderExcluir
  3. Marluce!

    Lindo poema! Amo dias nublados, mas ele é mesmo capaz de tudo isso que vc poeticamente descreveu! A parte que mais me identifiquei foi que:

    'Coisas que nem sabemos
    E nem percebemos que guardamos,
    Vem à tona quando o dia
    Torna-se nublado!"

    E vem mesmo, ele é mágico e de alguma maneira tem a capacidade de regatar e nos fazer sentir coisas inesperadas... Pode apostar que vou me lembrar das suas palavras nos dias nublados!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  4. Marluce, minha querida!

    Tão euuuuuuu esse texto....tão meu momento..

    Você escreve com a alma, minha amiga!
    E a sua alma, é lindaaaaaaaaa!

    Um abraço meu!

    ResponderExcluir
  5. Querida Marluce,esta imagem tão bem descrita em seu poema acontece com a gente de vez em quando e !"mostra suas garras e fere a retina" e nos rouba algo que não sabemos o que é.

    Já vem a primavera e com o colorir da vida talvez o nosso sol espante essa neblina mal vinda.

    Bjs querida

    ResponderExcluir
  6. Prefiro os dias nublados aos de Sol...são bons para ficar em casa e ouvir música, ler, rabiscar poemas, remexer em caixas, baús, gavetas... Só que dias assim são tão raros na minha Ilha!
    Um bom fim de semana! Bj*

    ResponderExcluir
  7. Marluce pela visita em minha Casa. Vim conhcer a sua Casa. tão linda, delicada, suave, que é de trazer só prazer. Já estou te seguindo e voltarei sempre. Seja bem vinda linda vizinha. agora podemos passar a trocar lindas figurinhas.
    Amei esse Poema forte, que entra dentro da gente...
    "Não há como um tarde demaisporque aí é que as coisas de verdade principiam."(Guimarães Rosa)
    Com carinho,
    Sílvia
    PS.: vou postar uma música do Gil.Será que era essa que ouvia sobre colcha de Retalhos? Tomará que sim!
    http://www.silviacostardi.com/

    ResponderExcluir
  8. Retornando das férias pra matar a saudade, e chegando aqui deparo com tao lindo poema. Esses dias nublados são tão necessários ou mais que os dias de Sol, são essencial para a auto-analise e a busca do eu, para assim ressurgir com o olhar radiante e as costas bem leves, nos dias ensolarados. Feliz Dia do Amigo, amiga querida.
    Boa noite

    ResponderExcluir
  9. Dias nublados me trazem tudo isso! E pra um dia nublado me ser perfeito, ele tem que acabar com aquele barulho fininho da chuva lá do lado de fora convidando a sair pra uma caminhada despretensiosa. "Quem tá na chuva, é pra se molhar..."

    Muito belas suas palavras, Marluce!!!

    ResponderExcluir
  10. Marluce, obrigada pela gentileza da sua visita e pela doçura do seu comentário lá no Poesia Torta. Fico feliz que tenha gostado, espero que volte para conhecer outros pedacinhos de mim.

    Então, adoro dias chuvosos, tenho uma estória muito especial com poças d'água, uma infância chuvosa inesquecível que revisito com saudade e dias nublados são muitos especiais pra mim.

    Beijo grande. =*

    ResponderExcluir
  11. E dá tb forte vontade de escrever... e de chorar.. e de chorar escrevendo.. e de escrever chorando... e ainda assim, acho bom... é bom... bom...
    beijo.

    ResponderExcluir