Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



sábado, 6 de novembro de 2010

.
.
.
Lambech
.
.

Quando escrevo,

Eu rezo!



Nas palavras terço uma oração

E Deus ouve-me,

Sabe que eu

Comungo de Sua palavra

Quando escrevo!





Marluce Freire Nascasbez


.
.

5 comentários:

  1. A verdade que pomos nas palavras é sempre uma forma de oração...

    beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Marluce...

    Adoro a paz que reina em seus escritos! Seu coração parece ser permeado por ela... essa tão almejada "paz"!

    Linda poesia... Poetiza das palavras tranquilas e serenas!

    Beijo da Sil
    Com carinho
    Dias de muita luz e paz! Sempre...

    ResponderExcluir
  3. Lindo Marluce. Uma verdadeira prece.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Marluce,

    é que Deus é nosso Poeta Maior, e Ele escreve em todos os estilos literários, sem preconceitos!

    abçs

    Betha

    ResponderExcluir
  5. Marluce, você escreve muuuuito bem! Parabéns!

    ResponderExcluir