Quando escrevo sinto a vida asfixiando a morte!



Marluce Freire Nascasbez


Charme? Caráter? Fosse o que fosse, ela tinha isso.


Virginia Woolf



quarta-feira, 25 de maio de 2011

.
.
.
Hoje eu preciso das palavras leves,
As sutis...

As que as mães balbuciam  
Aos seus recém-nascidos
Chamando-os prá vida!




 

Marluce Freire Nascasbez
.
.


18 comentários:

  1. Oi, Marluce!
    Tem dia que precisamos mesmo de palavras assim... leves e sutis... muito propícias as tuas palavras.

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  2. Esas palavras brotan asim de belas lindas e sentidas con enorme alegria inmensa con muita docura e ternura infinita... palavras de amor..
    Linda entrada amiga...

    saludos
    otima semana
    abracos

    ResponderExcluir
  3. Há momentos assim, Marluce!
    Mas as suas palavras já são subtileza...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  4. Ahh,
    Palavras estas que nos alivia,e nos tira das conturbações diárias...
    tanto poder tem essas palavras sob nós!
    Lindo Post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Sim, querida Marluce, palavras leves sempre. Tudo o que nos atinge emocionalmente, afeta os cinco trilhões de células do nosso corpo. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Marluce,

    Sua sensibilidade é sem limites .
    Hoje precisava tanto dessas palavras que só as
    mães balbuciam ...

    Me comoveu extremamente.
    Lindo demais ...


    Bjo Imenso.

    ResponderExcluir


  7. Boa noite!

    Vim te visitar e deixar minha mensagem:

    "Não há nada no mundo que me faça infeliz, desde que creio em Deus e em mim próprio, feito à imagem do criador". (Hans Willing)

    Que seus dias sejam abeçoados!

    Deus seja contigo!


    Blog Yehi Or!

    www.hajalluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Marluce,

    Minha AMIGA querida, pois assim te considero, amiga, daquelas que eu vou querer por perto até o fim dos meus dias.
    Palavras são afagos na alma, e tantas palavras curam vidas, salvam, enobrecem, etc.

    Eu adoro as suas palavras, os seus escritos, eu me alimento delas.
    E a gente tantas vezes não sabe dizer as pessoas, o que sente com palavras, então eu digo a você, uma frase do Guimarães que eu adoro:

    - ELA É BONITA DE BONDADE! -

    É pra você!!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. oi. estive aqui dando uma olhada. gostei. muito bonito e intressante. apareça por la. abraços.

    ResponderExcluir
  10. As palavras sutis são as mais poderosas...
    Porém, se ditas por uma sabia alma...

    adorei seu canto...

    Catia

    ResponderExcluir
  11. Olá Marluce!
    Por vezes são dessas palavras que sentimos falta..
    Um encanto este seu cantinho.. parabéns!

    Uma super beijoca em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  12. Sua leveza pede leveza.
    Tão lindo isso.
    Abç sabático.

    ResponderExcluir
  13. tbm ando precisada disso que falas!! bjus

    ResponderExcluir
  14. Olá Marluce!!

    Palavras leves...lindo poema!!!

    Tenha uma ÓTIMA SEMANA!!!

    ResponderExcluir
  15. Lindo, amiga...

    Palavras leves, palavras doces que as mães balbuciam aos seus recém-nascidos são palavras que grudam na gente feito tatuagem para o resto da vida. São afagos com sons.

    Um beijo enorme, uma linda semana!

    ResponderExcluir
  16. Marluce,


    Vim beber mais um pouquinho de sua leveza ...


    Bjo e uma semana de Paz.

    ResponderExcluir
  17. Palavras de mãe adoçam a vida.

    Abraços e ótima semana!

    ResponderExcluir
  18. Marluce,

    Ando me sentindo assim, precisando de pouco, muito pouco, mas que seria tudo.

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir